Arquivo de julho \30\UTC 2010

Salt

Após o nascimento dos gêmeos, Angelina Jolie volta as telinhas substituindo Tom Cruise em SALT. O filme é recheado de muita ação e é uma ótima pedida para o final de semana. Bem, o filme é uma mistura de drama com ação, vamos conferir e ver no que deu, acho que Angelina Jolie consegue muito bem fazer esse papel sem deixar a desejar.

Evelyn Salt (Angelina Jolie) é uma agente da CIA que, de uma hora para outra, torna-se uma fugitiva. Isto acontece quando ela recebe acusações de ser uma impostora, sendo apontada como uma espiã russa.É assim que ela usa todas as suas habilidades e experiência para não ser pega, enquanto tenta provar que é inocente.

Mas, será que Salt está sendo verdadeira? Qual sua identidade e o interesse que motiva suas ações?

O filme tem sua estreia nacional hoje.

O Bem Amado

Pessoal, desculpa a demora para fazer posts, mas é que eu estava viajando e só cheguei essa semana! Mais vamos ao que interessa, aproveitando esse período de eleição, cheio de candidaturas, pessoas estranhas, muitas promessas e algumas não cumpridas. Vamos falar da telenovela de 1973 que se tornou um sucesso na época e agora foi adaptada para o cinema. O filme aborda uma história bem divertida, com um super elenco e para não perder o foco, promessas de políticos. Para quem quiser dar uma olhadinha no site do filme, fique a vontade. http://www.obemamado.com.br

Baseado na Obra de Dias Gomes, O Bem Amado conta a história de Odorico Paraguaçu, o prefeito que tem como principal objetivo conseguir um defunto para inaugurar a sua grande obra, o cemitério da cidade de Sucupira. O dia-a-dia entre o apoio das irmãs Cajazeiras e a oposição ferrenha do jornaleco da cidade, apimentada pela inclusão de personagens inesquecíveis como Zeca Diabo, um cangaceiro matador e Ernesto, o moribundo que não morre, é uma sátira divertidíssima da elite brasileira.

Exibida em 1973, O Bem Amado é um dos marcos da televisão brasileira. Foi o primeiro folhetim a mostrar personagens e histórias genuinamente brasileiras, a primeira novela nacional em cores, a primeira produção da Globo exibida no exterior e o primeiro trabalho de Lima Duarte como ator da emissora. Em razão do grande sucesso, O Bem Amado deu origem a uma série homônima, que foi ao ar entre 1980 e 1984, com 220 episódios.

A produção do filme custou R$ 9,8 milhões.

Two Door Cinema Club

Two Door Cinema Club é mágico. É essa a única definição que eu consigo dar ao trio irlandês com cara de nerd: Alex Trimble, Kev Baird e Sam Halliday. Os caras montaram a banda lá por 2007, começaram a tocar na universidade, fizeram um Myspace, e daí vocês já podem deduzir o resto.

Existem vários motivos pra eu achar o TDCC mágico… Pode ser pelas guitarras, pode ser pela capacidade de produzir desde músicas dançantes à músicas calminhas sensacionais, pode ser pela também capacidade de fazerem clipes únicos. Enfim, me alongar no assunto não vai conseguir definir o que se define ouvindo.

Vocês podem baixar o único álbum de estúdio deles, o “Tourist History” que foi lançado no comecinho desse ano, gostei de TODAS as músicas dele. E isso é bem difícil.

E assistir os clipes:

Móveis: como se faz um show e o cenário musical do momento.

Hoje decidi fazer um post bem pessoal. Confesso que a intenção inicial do blog era apenas indicação de bandas e filmes que eu e os meninos gostam, mas eu tinha que registrar por aqui minha experiência musical de ontem.

Móveis Coloniais de Acaju. Nunca ouviu? Pois deveriam.

Show

Sabe aquelas músicas que quando você ouve, quer sair pulando e dançando pela casa? Móveis é exatamente assim. É algo diferente de tudo o que se ouve por esse Brasil. Eles mostram sofrer uma influência direta de bandas de Ska como Save Ferris e Squirrel Nut Zippers, mas com uma pegada brasileira, o que deixa tudo vinte vezes melhor. E é incrível ver uma banda assim, com uma proposta tão diferente, quando a sensação da década são bandinhas emo-coloridas que se preocupam muito mais com as roupas que vestem e os cabelos que usam do que com a música que fazem. E é disso que nosso país precisa, de bandas que ousem, que façam da música uma música, e não um desfile de moda de péssimo gosto.

Móveis protagonizou um dos melhores shows da minha vida. Mesmo não conhecendo todas as músicas, cantei, pulei e dancei feito louca e saí arrependida de não ter conhecido essa maravilha dos Deuses antes! E o melhor de tudo é que eles nos deixam completamente à vontade. Dançam, pulam, brincam, fazem com que as pessoas deixem de ser mera platéia e participem do show com eles. A vontade que dá é de filmar tudo e depois mostrar pra todas as bandas iniciantes, dizendo: “Ó, é assim que se faz, aprendam!”

Deixo vocês com a obra prima, e cliquem nos links pra baixar os dois CD’s dos garotos brasilienses, o “Idem” e o “C_mpl_te”.

Master Shortie

Tá, eu sei que a gente tá bem em dívida com vocês que vem aqui sempre, mas vou tentar compensar postando uma descoberta minha recente: o Master Shortie.

Master Shortie, é na verdade, o codinome do Theo Kerlin, menino novinho, de só 21 anos, mas que já faz rap’s desde os 12 e tem sua própria gravadora. Bem prodígio, né?

Ele pode cultivar esse bigodinho horroroso, mas de horrorosas, suas músicas não tem nada. Gravou o seu primeiro e único álbum de estúdio ano passado, o A.D.H.D. que eu adorei.

Apreciem:

Jamiroquai

“Já se passaram treze anos desde que assinou com a Sony um contrato sem precendente para 8 álbuns. Depois de 20 milhões de cópias vendidas, quatro turnês mundiais e 141 semanas na tabela de singles britânica, pode dizer-se que a aposta da Sony deu frutos.”

Outro dia vagando no twitter encontrei um tweet do meu professor de dança (o mesmo que me indicou VV Brown) com um clipe do Jamiroquai, ao dar o Play eu tiver certeza de que eu iria gostar e de que era digno de sair aqui, no Telas & Acordes!

Eu espero que vocês curtam o som e valorizem, talvez vocês não gostem de postagens muito longas e com muitos detalhes sobre a biografia do Artista, mas muitas vezes é algo que deve ser valorizado e acredito que esse seja o caso.

Espero que gostem e muito obrigada Rubens, mais uma vez! (Dêem uma olhadinha no blog dele depois!)

Jamiroquai é uma banda britânica liderada pelo cantor inglês Jason Kay.
A banda é popular no mundo todo e é o membro mais conhecido do “acid jazz”, movimento londrino do início dos anos 90; junto a outros grupos como Incognito, Brand New Heavies, Galliano, e Corduroy.

O nome Jamiroquai é derivado do nome da tribo Iroquoi (nativos norte-americanos), com os quais Jay Kay diz se identificar filosoficamente, combinado à expressão ‘Jam’ (como em Jam Session), do idioma inglês.

Jason Kay (Jay Kay), o líder do grupo, nasceu em Manchester, Inglaterra. Talvez influenciado pela mãe, uma cantora britânica que actuava em bares e que chegou a ter o seu próprio programa de televisão nos anos 70, Jay Kay desde cedo mostrou grande aptidão e uma enorme paixão pela música.


Em 1989 conseguiu comprar uma bateria e gravar umas maquetas com a ajuda de um amigo. E daí você já tira, né? Alguns fracassos de inicio para mais tarde estourar o sucesso!
O primeiro single da banda “When you gonna learn?” originou uma disputa entre editoras que acabou por ser ganha pela Sony, com quem assinaram um contrato de oito álbuns, uma proeza para um jovem que andava de skate, tinha uma paixão por roupas vintage e usava um chapéu esquisito.

Créditos: Last.fm e Rubens Barbosa.

Almas à Venda (09/07)

Paul (Paul Giamatti) é um ator cansado e entediado que não agüenta mais o seu trabalho até que um dia lendo o jornal ele encontra uma “solução”! Tornar-se adepto de uma tecnologia que retira, congela e guarda sua alma, diante disso a confusão se inicia quando a alma de Paul é contrabandeada no tráfico (de almas) e assim se ele começa uma nova jornada em busca de sua alma.

Almas á Venda parece ser mais um daqueles filmes que diante da sinopse nós dizemos “é tudo ou nada”, não é algo muito cotidiano extrair, congelar e vender almas, tendo essa tecnologia como ponto de partida da história talvez possamos nos surpreender! Creio que seja um daqueles filmes que de uma forma surreal e divertida tenta nos transmitir algum ensinamento sobre o cotidiano…

Direção: Sophie Barthes. Gênero: Comédia Dramática. Estreia: 9 de Julho de 2010.

Acho que o Trailer será do agrado de todos, confiram!

Elenco: Paul Giamatti, Dina Korzun, Emily Watson, David Strathaim, Katheryn Winnick, Lauren Ambrose, Boris Kievsky, Oksana Lada, Natalia Zvereva, Rebecca Brooksher.

Distribuidora: Europa Filmes.