Aconteceu em Woodstock

Filmes famosos, de grande bilheteria e que tem grande expectativa para sua estréia são muito bons, mas não podemos esquecer do Cinecult. O post de hoje tem tudo haver com o Blog por se tratar de um grande festival de música que entrou para a história e virou filme, com isso, não poderíamos deixar passar em branco.

Assisti ao filme e recomendo, é muito legal e bem feito, só deixou a desejar um pouco nas apresentações, pensei que fosse passar um pouco dos shows, mostrar os músicos… Só que terminou mostrando um pouco mais da vida do cara que fez tudo acontecer (Elliot) e da pacata cidade de White Lake do que do próprio festival em si.

Sinopse: Vivendo como designer de interiores em Nova York, Elliot sente-se empolgado pelo movimento dos direitos gays, mas, ao mesmo tempo, está preso ao negócio da família – o El Mônaco, um hotel decadente e endividado. No verão de 1969, ele volta sua atenção ao hotel para evitar que seja tomado pelo banco. Descobrindo que um festival de música e artes que aconteceria numa cidade vizinha à dele perdeu a licença para a sua realização, Elliot entra em contato com o produtor Michael Lang, vendo no evento a salvação do hotel. Rapidamente, a equipe do festival de Woodstock muda-se para o El Mônaco e meio milhão de pessoas se dirige à fazenda de Max Yasgur, vizinho de Elliot, para “3 dias de Paz e Música em White Lake.”

Curiosidades:

O evento apesar de ter o nome Woodstock, não foi realizado na cidade de mesmo nome nos EUA, aconteceu em uma cidade vizinha a 1 hora e meia de distancia.

Cerca de 186.000 ingressos foram vendidos antecipadamente, e os organizadores estimaram um público de aproximadamente 200.000 pessoas. Entretanto, mais de 500.000 pessoas compareceram, derrubando cercas e tornando o festival um evento gratuito.

No Brasil, o festival terá uma segunda edição (a primeira foi um fracasso por falta de verbas) será na Fazenda Maeda, em Itu, cerca de 100 km de São Paulo, nos dias 7, 8 e 9 de outubro. Entre as atrações cotadas para o festival estão Foo Fighters, Bob Dylan, Smashing Pumpkins, Rage Against The Machine, Pearl Jam e Limp Bizkit. Segundo informações, as bandas Green Day e Linkin Park já estariam quase confirmadas no evento.

Para mais histórias, visitem o site http://woodstockstories.com/

  1. Assim, eu fui pro cinema esperando ver um quase-documentário do festival. Tudo bem que o filme é super bem feito, deve ter dado um trabalho enorme, é impecável na fotografia e figurino. Mas como você disse, eles focaram muito mais na vida e dilemas do Elliot do que no festival EM SI. Na verdade, os shows do Woodstock são meros figurantes do filme. Mas se a proposta era essa, o filme é bom.

    Resumindo tudo num conselho: quando for assistir algum filme, vá sem expectativas alguma de nada :B

    • Leo Libertino
    • 11 maio, 2010

    Caracaaaa to louco pra ver esse filme.. adoro essas temáticas sessentistas e setentistas…. CineCult eh o q há!!! o Blog tá muuuuito bom!! MANDO DIAO \o/

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: